Mariana Marote

 

2011

Quimigrama, química de revelação e água, gelatina e prata, papel baritado.

Chemigram, developing chemicals and water, silver gelatin on baryta paper.

prova única | unique

11,8 x 8,5 e 8,5 x 11,8 cm |  11,8 x 8,5 e 8,5 x 11,8 cm

 

série de 14 trabalhos | series of 14 works

Mostras /exhibitions

Memória descritiva

fac fixum volatile, fac volatile fixum, significando "faça-se fixo o volátil, faça-se volátil o fixo", consiste num conselho alquímico para a conversão dos elementos.

 

A recomendação é transportada para a técnica do quimigrama, onde a fotografia é explorada na sua elementaridade, sem intermediação da óptica, restringindo-se ao temperamento próprio de soluções químicas (revelador e fixador) e do papel fotossensível. Tais materiais, relativamente estáveis se isolados, são submetidos ao contacto entre eles e a condições que despertam a sua volatilidade. A luz acelera o processo de reação do revelador e do fixador, líquidos estimuladores da emulsão de sais de prata. É, no entanto, o elemento-água que determina a fluidez das metamorfoses na pele sensível do papel fotográfico usado fora das suas convenções.

 

A mão e a imaginação, instruídas por visão, audição e olfacto, regulam os processos hídricos e ígneos de transformação da matéria fotoquímica. Um gesto de alquimista, aberto à intuição e à intervenção do acaso, motor de criatividade. Como resultado inteligível de um fazer manual, a superfície da imagem não apresenta referências ao mundo visível, antes reportando à fixação dos mistérios do processo de volatilização dos elementos fotoquímicos, os quais são fixados e pressentidos nas imagens.

© Mariana Marote. 2018.

Created by Mariana Marote